Home / Artigo/ Publicações Para Leigos/ Consulta com o ginecologista ...

Consulta com o ginecologista (Mulher adulta)

 

O ginecologista, mais que um especialista em órgãos femininos, é o médico que está comprometido com a saúde da mulher em seu sentido mais amplo.

Quando as mulheres são acometidas por algum problema de saúde que lhes pareça de natureza ginecológica a exemplo dos transtornos menstruais, das dores na região do baixo abdômen, da gravidez e dos problemas das mamas buscam, naturalmente, uma orientação e consultam um ginecologista. Por outro lado, este médico passa a fazer parte do universo feminino desde muito cedo. As meninas, mesmo antes da primeira menstruação são assoladas por dúvidas que nem sempre a família ou as amigas podem esclarecer e procuram já muito cedo em suas vidas o auxílio do ginecologista. Em muitos casos são levadas pelas suas próprias mães para uma primeira avaliação. O convívio precoce e assíduo com o ginecologista faz desse médico uma referência para as mulheres com relação os seus problemas de saúde em geral e não apenas para os problemas ginecológicos propriamente ditos.

Uma primeira dúvida que as mulheres tem diz respeito à periodicidade com que devem fazer a consulta ginecológica. Mesmo sem queixas, toda mulher com vida sexual ativa, deve se consultar ao menos uma vez por ano para exame ginecológico e para as medidas de prevenção.

Além disso, as consultas anuais rotineiras servem para rever o planejamento familiar, para discutir sobre os diferentes métodos anticoncepcionais na busca da melhor opção, para falar sobre a prevenção das doenças sexualmente transmissíveis e, também, para avaliar a saúde como um todo. O ginecologista tem a oportunidade de identificar fatores de riscos para a saúde de suas pacientes e empreender as medidas profiláticas cabíveis. Alguns bons exemplos podem ilustrar este papel dos ginecologistas. Pacientes acima do peso ou com níveis aumentados de colesterol sanguíneo podem ser identificadas nesta ocasião. A orientação acerca das mudanças dos hábitos de vida, dos hábitos alimentares e quando apropriado a prescrição dos medicamentos pertinentes, podem minimizar o risco futuro de algumas modalidades de câncer e de doenças cardiovasculares.

As mulheres se preocupam com os cuidados que devem ter para chegar à consulta ginecológica adequadamente preparadas. Não existe um preparo específico para uma consulta ginecológica. No entanto, recomenda-se que as mulheres levem de forma organizada as eventuais queixas ou situações que queiram discutir com o médico e que tenham em mente ou em algum registro o seu calendário menstrual, Alem disso, devem apenas fazer uma correta higiene íntima sem o emprego de duchas intravaginais para serem submetidas ao exame ginecológico. Recomenda-se também evitar atividade sexual na véspera do exame.

Cabe, por fim, considerar que o relacionamento com ginecologista deve ser o mais harmonioso e confortável possível. Ademais, deve ser estabelecido em bases sólidas e com plena confiança.